terça-feira, 19 de maio de 2009

papeando e confabulando sobre o TCC

Bel diz:
acho q vamos ter q por uma vlan pra separar a rede administrativa da rede dos caixas, na matriz...

Bel diz:
cada coisa q vou fazer nesse trabalho é como se tivesse jogando um pedaço de merda no ventilador

Rubens diz:
pq?

Bel diz:
pega um pedaço de merda...
joga no ventilador....viram vários pedaços, e se espalham pra tudo quando é lado, "emerdecendo" tudo...

Bel diz:
igualzinho o tcc

sábado, 16 de maio de 2009

Da arte de interpretar nicks de msn




fio diz:
só uma pergunta... como está o TCC?


Bel diz:
terrívelmente atrasado.


fio diz:
putz.. é que é a primeira vez que vejo uma msg não referente ao tcc no seu msn

Bel diz:
ai que você se engana

---------

é, ele não leu esse post

rs

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Obrigada

Só pra deixar meu obrigada aos que deixaram comentários, afagos e esporros por aqui e no twitter. E claro, obrigada também as pessoas da faculdade que não deixaram comentário aqui, mas que eu sei que leram, pois apareceram com palavras amigas. (né Igor)

Não sei quem viralizou esse dramalhão mexicano (Atchin!) na facul, mas da próxima vez faça direito e leve uns tomates ok?

^
|
Brincadeira.

São nesses horríveis momentos que descobrimos pessoas bacanas com quem podemos contar. Obrigada mesmo, meuzamigo.

* Ainda estou em pânico, ainda não sei o que vou fazer com o tcc, mas já desisti do harakiri.

E aos amigos, desculpem a ausência, desculpem o incomodo. Sei que isso parece papo de quem deixou o tudo pra última hora e depois aparece pra chorar o leite derramado. Eu juro que realmente tentei evitar isso, meus amigos sabem quantas coisas deixei de fazer, quantos evetos furei, pra tentar fazer o maltido tcc, e no final não saia, não me divertia, e não fazia o tcc PQ NÃO CONSEGUIA e só me estressava mais. Resultado: surtei de ontem pra hoje, não trisca em mim que eu choro.

Honra ao mérito à vocês que estão me suportando, se eu fosse minha amiga eu já teria me mandado pra puraqueopariu. Mas como não sou minha amiga - me odeio - e não posso me livrar de mim mesma, sou obrigada a aguentar.
Espero um dia voltar a ser a eu de antes, ter minha vida de volta, tá difícil existir sem ela.

Só um desabafo..

Tenho a impressão que toda aquela coisa de ser boa / perfeitinha em tudo, durante a infância/adolescência me fez crescer uma adulta imbecil que não suporta trombar com obstáculos grandes.

Cresci sendo boa aluna, nunca tirei nota vermelha, sempre fiz tudo com muito empenho e muito capricho, tinha os melhores trabalhos da classe, e sim, fazia isso com PRAZER!

Ai fui pra engenharia – e foi no meio dessa estrada construída de circuitos elétricos e hipotenusas, que o que era prazeroso, foi se tornando cada vez mais cansativo. E o prazer? Foi vencido pelo cansaço, se perdeu na curva de alguma parábola ou ficou enganchado na quina de alguns isósceles por ai.

Pela primeira vez a vida esfregou na minha cara o quando sou fraca. Na primeira DP, a motivação que ainda me restava foi mandada pro espaço, só deus sabe como insisti e como meus amigos foram ótimos em tentar me manter no curso. Fraquejei por 6 meses, e no fim das contas, parei. Só eu (e tá, 9787438 pessoas que assistiram) sabem o quanto chorei naquele dia em que tranquei a matricula. Andei a av. Paulista de ponta a ponta chorando. Eu chorava, chovia, chuva, lágrimas, parecia uma coisa só.

Tia da quinta série, Professora Vilma do colegial, odeio vocês por nunca terem me deixado de recuperação, odeio vocês por nunca terem me ensinado desde cedo o que é fracassar, e o que é superar um fracasso.

Sinceramente, não sei exatamente quando perdi o prazer por tudo relacionado a estudos, mas mesmo que não chafurdado em enormes equações e funções geométricas, meu prazer em estudar ficou em algum lugar. Hoje sou aquela garota pouco esforçada que anos atrás eu criticava.

Mas indo direto ao ponto, tenho 2 semanas pra entregar meu TCC. Está longe do fim, e o que já está feito, não está bom, confesso (Sem um pingo de orgulho). E isso por CULPA MINHA, porque eu adiei as tarefas, porque eu não fiz as coisas quando deveriam ser feitas. Tá, meu grupo de TCC também não ajuda em nada nessa situação, pois mesmo reconhecendo que fui relapsa com meu tcc, o restante do meu grupo consegue ser ainda muito pior do que eu. EU TENTEI, juro que tentei tirar forças sei lá da onde, mas elas não surgiram.

Meu eu de 10 anos atrás teria terminado esse trabalho mesmo sozinha. Meu eu de hoje ainda se pergunta onde foi parar o prazer em fazer um trabalho bom, onde foi parar a concentração, onde foi parar o sentido de tudo isso? Onde foi parar a minha vergonha na cara??

E bem, há 2 semanas do prazo final, sendo uma pessoa que trabalha 9 horas por dia e tem aulas à noite, realmente não há muito o que se fazer.

E mais uma vez o fracasso bate aqui no ombro e fala: Desiste logo, minha filha, faz essa merda semestre que vem!

E isso provavelmente vai acontecer, pois sou fraca e desisto antes do juiz apitar o fim do jogo. Não suporto mais esse estresse e sofrimento. [lacrimejando].
Agora assumo isso aqui publicamente. EU SOU UMA MERDA! JOGUEM TOMATES!!

sábado, 9 de maio de 2009

Sinal de vida

Passando apenas pra dar um sinal de vida, porque realmente não tá dando pra atualizar isso aqui.

Motivo: TCC: Trabalho de Corno do Caralho

Mas continuo me esforçando pra postar no Corporativismo Feminino toda quarta-feira, e lá todo dia tem post novo das amigas corporativetes, então passem lá! ;)

Ah sim, volto com as atividades normais aqui no meu aniversário: 10 de junho, data em que entrego meu tcc e praticamente vou renascer, hahahaha.

Beijão =*