quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Copa do mundo

Copa do mundo de futebol é um evento que me faz pensar, e muito. Nem sou de acompanhar futebol não, só em época de copa de olhe lá, mas copa do mundo é considerada por mim uma unidade de medida de velhice.

Como assim, Ezabel?

A primeira copa que me lembro com mais detalhes é a de 94. Eu tinha 9 anos. Foi a clássica final Brasil x Argentina nos penalts, foi a copa em que nasceu o filho do Bebeto, Branco era o capitão! ó, lembro de quase tudo. Eu tinha 9 anos de idade. Fazem quase 16 anos! DEZESSEIS ANOS! caralho, tô velha.

Na copa de 2006 eu tinha 21 anos. Entre um chopp e outro, eu só conseguia pensar que na última copa, a então de 2002, eu tinha 17 anos. E que na próxima copa eu teria 25 anos.

Well, 2010 taí gente, tenho quase 25, e caracôlas, em 2006 parecia que ia demorar tanto pra chegar.

A copa de 2010 nem chegou ainda, e eu já penso que na copa de 2014. Terei 29, serei quase uma Balzaca.

Mundo, pára de girar agora que eu quero descer no próximo ponto.

sábado, 15 de agosto de 2009

Álcool

Sabe, nem sou de beber, gente. Devo ter bebido só uma bicicletinha vagabunda até hoje. Ai toda vez que bebo, dia seguinte me lembro do motivo.

Primeiro pq nunca fui freqüêntadora assídua de bares, segundo pq meus amigos nunca moram perto de mim, e considerando que eu não moro, me escondo, é fato que vou ter que voltar pra casa dirigindo SEMPRE. Terceiro e último motivo: já percebi que o que eu adoro é papo de mesa de bar, não da bebida em sí. Nos casos gerais, beber é um mero pretexto pra encontrar amigos e ficar falando besteira em uma mesa.

Em outros casos, bebo quando viajo, porque né, socializar é preciso. Mas no fundo no fundo, sinto que bebida estraga um pouco das viagens, pq no dia seguinte, por mais que a ressaca seja mínima, é certo que ao menos vou ter uma sede filhadaputa o dia inteiro.

Quando eu digo beber, entenda-se ingerir cerveja até chamar urubú de meu lôro, porque de beber um bom vinho ou alguns drinks, moderadamente, eu gosto sim.

Não entendo porque as pessoas não podem socializar bebendo um todinho, heim. (chuva de pedras na minha cabeça). Pq sério, eu não preciso de bebida pra falar besteira porraloucamente, o ar noturno de sexta-feira já me deixa assim naturalmente, e curtir sem passar pelos incomodos pós-bebida seria realmente bom.

Mas aí sentar numa mesa de bar e não beber, também não rola. Pq todo mundo bebe, também sinto necessidade de beber. Mediocre isso, mas é verdade. Ai bebo sim, mas nem é por gostar ó.

sábado, 1 de agosto de 2009

Rapidinha


Eu acredito em fadas, duendes, papai noel, saci-pererê, político honesto e realização profisional.