domingo, 14 de março de 2010

São Tomé das Letras - Parte I


Lá vem eu mais uma vez aqui tentando fazer com que esse blog não morra. E como férias e viagem é o tema que está em voga na minha vidinha (faltam 17 dias, uhuu!), resolvi voltar aqui pra escrever aquele post que estava faltando sobre São Tomé das Letras, viagem que fiz em novembro de 2009 (é, já faz tempo).

Não lembro bem como surgiu a idéia de ir pra São Tomé, foi a @PaulaVillas que falou algo na brincadeira, no fim das contas abraçamos a idéia e ainda arrastamos mais 6 pessoas com a gente.

Senta que lá vem história..

São Tomé das Letras é uma cidadezinha do Sull de Minas gerais, perto de 3 corações. Se não me engano, menos de 400km distante de São Paulo (Se minha net não estivesse podre, eu juro que buscaria a distância correta).

É a 4° cidade mais alta do Brasil, fica no topo da Serra da Mantiqueira.  Não vou entrar em detalhes da cidade, mas preciso dizer que São Tomé das Letras é considerada uma cidade mística, dizem que a cidade tem uma "energia" diferente pois é um dos pontos mais magnetizados do planeta. Bom, pra quem curte esses lances de energia, chacras e whiska sachê, busque mais informações no google.

O fato é que, ao que parece, grande parte dos moradores de lá tem esse lado místico bem aceso, eles não só acreditam na energia no lugar como acreditam em outras coisas, como a presença de extra-terrestres na região.
Sim, minha gente, eles são tão ligados nessa coisa de ET's, que a cidade tem um DISCOPORTO, além de ter pelo menos umas 3 pousadas entituladas "Pousada do ET", cujo uma delas tem até um  singelo ET no telhado, sem falar do ALIENS PALACE HOTEL, um dos mais caros da cidade, pelo que pude perceber.

Eu nunca fui ligada nessa coisa de misticismo né, então vou pular os comentários sobre isso, o que posso dizer é que apesar de ser um lugar visivelmente pobre (de recursos financeiros), foi um dos lugares mais encantadores que já conheci.

Pousada dos Anjos
Vista da sacada do quarto
Lá, nos hospedamos na Pousada dos Anjos, que faz parte do "Circuito do charme", ela é toda climatizada, feita em pedra, um charme mesmo. Nem foi uma das mais baratas mas a nossa estadia passou bem longe de ser cara. Em São tomé das letras tem uma gama imensa de locais para se hospedar, arrisco dizer que nem precisa reservar com antecedência pra conseguir uma boa cama por uns R$ 20, 25 reais. É tudo muito barato mesmo.


Chegamos lá no meio da madrugada de sábado, sequer conseguimos pegar no sono. Ainda na escuridão, partimos para o cruzeiro - ponto mais alto da cidade pra assistir o sol nascer.

Para a nossa surpresa já haviam muitas pessoas lá quanto chegamos, e não só turistas, também moradores.


Vendo o sol nascer na beira de um precipício

Eu estou tosca, mas a paisagem está linda

Galera!

As fotos estão terríveis, pessoalmente era bem melhor...rs

E lá próximo ao cruzeiro, também tem a "Pirâmide". Essa piramide.

O pessoal vai lá pra assistir o sol chegando ou se pondo, sobem no "telhado" e etc. Enfim, essa imagem é bem típica de São Tomé. É até um negócio bizarro, tem várias entradas e saidas. Dizem que alguns mochileiros acabam dormindo lá às vezes.
Essa foto foi tirada de dentro dela. Fantástico, não?
Sol nascendo, de dentro da pirâmide.


A gente na pirâmide. Repare na luz do sol entrando alí embaixo.

Agora em cima da pirâmide. Quase toda a galera. (A hippie não faz parte do pacote, haha)

Agora percebi que ja escrevi horrores nesse post e ainda falta muita coisa pra falar. Fica pra parte II:

- Cachoeiras e grutas;
- Noite em São Tomé;
- Comes e Bebes;