domingo, 20 de novembro de 2011

Felicidade que não cabe na dispensa...

...e nem no meu estomago. E olha que ele é grande.

Pra ler ouvindo isso aqui.

Eu tô feliz, muito, sem exgero, novembro tá sendo o melhor mês no ano, quiça da minha vida. Não só novembro, setembro, outubro, também foram meses ótimos, cada um do seu jeito, mas novembro tá sendo especial.

Não que tenham acabado os milhões de problemas, não que eu não esteja puta com essa quantidade de trabalhos da pós que tenho pra fazer, mas o importante é que tô conseguindo viver apesar disso.

Semana passada foi aquela viagem pra São Tomé das Letras que todo mundo já deve estar cansado de saber, choveu, fez frio, e isso não estragou a viagem. Foi maravihosa, com amigos ótimos, tudo maravihoso....não consigo encontrar outra palavra pra descrever. Viagens já fiz muitas, muitas que foram boas, mas essa consegui curtir plenamente, COM MEU CABELO NOVO QUE NÃO ESTRAGAVA, obra divina, melhor coisa do mundo!

Tô tão feliz, por esse, e outros motivos, que tive que parar tudo pra bloggar aqui, pq não cabia em mim, não tá cabendo.

E daí que faz muito tempo que penso numa tatuagem, mas tudo que eu pensava pra tatuar, parecia que podia perder o sentido com o tempo, que no futuro poderia me arrepender. E ai, achei em São tomé um artista fantástico, que fez um camiseta pra mim super personalizada, uma escaladora de patins (é, pra vcs pode não ter sentido..rs), mas pra mim faz sentido, não só pela imagem, mas pelo momento que estou vivendo, esse desenho tem outro significado grande na minha vida embora eu não queira me extender falando disso aqui.

Mesmo que eu nunca mais escale, mesmo que eu nunca mais ande de patins, ela nunca vai perder seu significado. E agora que achei algo assim, finalmente ví sentido em fazer uma tatuagem, que particularmente, não acho uma coisa pra se fazer só pq é "bonitinho", tem que ter um significado (pra mim, cada um tem sua forma de pensar).


Claro que não vai ser exatamente como na camiseta, não vai ser com o textos, provavelmente o crepusculo também não, e talvez sofra outros ajustes. Vou na próxima semana conversar com o tatuador, aguardem!

Engraçado. Lendo posts de blogs antigos meus, que vocês nem tem acesso, percebo a quantos anos espero pra escrever esse post. Suspirando, sem ter nada pra reclamar, só a agradecer.

Enfim, tô praticamente em nirvana, meu coração tá quente. ME DÁ UM ABRAÇO?


obs: vocês vão achar que fumei um antes de escrever esse post né? huahauaa tô sóbria, juro.